Sobre mim

A minha foto
Linda-a-Velha, Lisboa, Portugal
Comecei a imaginar e criar a decoração dos meus bolos depois de algumas desilusões com bolos comprados em pastelarias. Nunca me achei uma pessoa especialmente criativa, mas com o incentivo e carinho das pessoas que me rodeiam, essa realidade mudou. Gosto de cozinhar tudo, embora as sobremesas sejam o que me dá mais prazer e gosto de um resultado final impecável A arte de satisfazer o estômago alheio ainda não é uma actividade a tempo inteiro, mas um dia, certamente, será!

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Porque será que eu não gosto do Natal??

É verdade, não gosto do Natal!
Já gostei, mas de há uns anos para cá não gosto...
É assim, é mais forte do que eu. Há quem diga que tenho mau feitio, é capaz de ser verdade, mas esta época realça a estupidez natural de algumas pessoas à minha volta e isso irrita-me ao ponto de querer bater com a cabeça delas, com muita força, contra a parede mais próxima :)
Mas posso enumerar alguns motivos:

1. a pressão e o interesse súbito em conhecer os meus gostos literári0s, musicais, de roupa, etc, o que só revela que no resto do ano mal devem olhar para mim;
2. a pressão para ter que dar prendas a 1 ou 2 pessoas que não me são nada nem "me dizem nada";
3. o querer, a toda a força, saber de que é que as miúdas gostam, o que me dá vontade de responder: 'e que tal passar mais tempo com elas e conhece-las melhor, hã?'
4. os nervos para não partir os pratitos específicos para esse dia;
5. o stress que é uma pessoa não se poder mexer à mesa, por estar TÃO cheia (e as miúdas que não param quietas);
6. a precisão na distribuição de coisas e pessoas à mesa, como se estivessemos no Palácio de Belém;
7. pessoas enfeitadas como se fosse Carnaval ou então tão chungas que não condizem com a mesa;
8. a mania das grandezas;
9. conversas de m**da sobre carros que nenhum dos presentes alguma vez terá hipóteses de comprar (e que tal estarmos contentes com o que temos??);
10. gargalhadas pomposas, cínicas e sorrisos amarelos;
11. velas vermelhas e douradas (recebo uma tds os anos!!!)
12. os pseudo-enólogos;

Enfim, estas são algumas das razões que tornam os meus Natais, chatos, enervantes e sem brilho.

Brevemente:
Fotos dos bolos que ofereci aos meus amigos (por esta altura ainda me faltam fazer/decorar/oferecer 4 bolos, por isso não desesperem pq eu não me esqueci de vocês).

4 comentários:

GM disse...

lol...
este post é um pouco o reflexo da nossa sociedade, do que acontece em cada lar... cada um de nós tem o seus quês...

sandra disse...

Pois é... isso é tudo verdade, ou quase tudo... julgo que não nos devemos martirizar com esta situação. Bem pelo contrário é mais uma oportunidade para estarmos com quem gostamos, os outros... enfim estão no embrulho mas não fazem muito volume. O que eu faço é tirar partido do que me diverte e faz sentir bem e não dar muita importância ao resto.
É divertido vermos a cara dos nossos filhos ao ver o pai natal, as luzes e tudo o que envolve o natal.
Bjs e continuação de boas festas.

betty mello disse...

Minha querida , só conheci seu blog hoje, através da minha queridíssima Lena Pinto. Acho que terei de me mudar para Portugal: as fadas da Lena e as suas delícias...Parabéns! Só de olhar os bolos etudo mais já fico com água na boca. Tenha um maravilhoso 2008 !!!Com carinho, Betty (Brasil)

carla disse...

tens imenso jeito adorei tudo bjs