Sobre mim

A minha foto
Linda-a-Velha, Lisboa, Portugal
Comecei a imaginar e criar a decoração dos meus bolos depois de algumas desilusões com bolos comprados em pastelarias. Nunca me achei uma pessoa especialmente criativa, mas com o incentivo e carinho das pessoas que me rodeiam, essa realidade mudou. Gosto de cozinhar tudo, embora as sobremesas sejam o que me dá mais prazer e gosto de um resultado final impecável A arte de satisfazer o estômago alheio ainda não é uma actividade a tempo inteiro, mas um dia, certamente, será!

sábado, 31 de maio de 2008

Mais 2 bolos

O bolo de aniversário do Rodrigo:




E o bolo que era para ser da Lena, mas depois não lhe apeteceu fazer festa e eu fiz o bolo na mêma:




Alguém acredita que usei corante roxo???

terça-feira, 27 de maio de 2008

Corrupto e com uma grande lata!!

Recentemente recebi um comentário aos meus bolos vindo do outro lado do Oceano, mais precisamente do México. Comecei a consultar o blog do M. com regularidade e depressa desobri que ele é tão honesto como a Natacha (19/03/2007 - Boa acção). Ora "oiçam" (por tópicos):

- num supermercado ele encontra um livro que normalmente só se encontraria à venda numa livraria;
- rapidamente percebe que o livro não está à venda, mas sim que alguém o perdeu ou o deixou propositadamente para ser levado por quem o quisesse;
- avisou o encarregado do supermercado do sucedido, provavelmente para que pelo altifalante se conseguisse encontrar o dono do livro ou simplesmente para avisar que ia levar uma coisa que não estava à venda e que também não tinha dono;
- o encarregado levou o livro, voltou 20 minutos mais tarde e disse que se ele quisesse levar o livro tinha que pagar 229 pesos (aproximadamente 14€).

Sobre o sucedido ele escreveu o seguinte:

"El caso es que salí indignado y sin el libro. Seguramente vivirá eternamente en el supermercado y el idealismo de aquel sujeto sólo tendrá este post como repercusión insignificante.
(...)
Al final, no me debería de sorprender. La cultura y el mercado nunca tendrán una relación sana ni armoniosa. En segundo lugar, siempre habrá más corruptos que honestos, siempre más ignorantes que cultos, siempre más ordinarios que curiosos, siempre más fealdad que belleza."


Que mais há a dizer??
Que concordo...

segunda-feira, 19 de maio de 2008

O bolo do Nemo e mais um workshop

O meu maior medo, enquanto decoradora de bolos, é chegar à conclusão que não consigo fazer o que me pedem, o que por acaso já aconteceu.
Nunca tive jeito para pintar e modelar, nas aulas de educação visual era uma das piores alunas, senão mesmo a pior e agora com esta história dos bolos lá me vou revelando como escultora e pintora de pasta de açúcar e similares, sim, porque este fim de semana lá fiz o tão esperado workshop de pintura, mas primeiro o Nemo.
O bolo do Nemo foi encomendado por uma Mãe que "frequenta" o mesmo jardim de infância que eu.
Nunca duvidei que fosse capaz de o fazer, mas se há duas semana me dissessem que ia ficar tão perfeitinho eu não acreditava, a sério!!
Ora vejam:


Tá tão lindinho, não está?? A foto do Nemo visto de frente ficou tremida, por isso não foi possível publicar :(
Mas de resto apetece comer, não apetece??

Já o próximo bolo espero que não cause grandes apetites porque não é mesmo um bolo, a decoração foi feita em cake-dummy, que é um pedaço de esferovite (isopur, para os brasileiros!!) em forma de bolo.
Para falar a verdade preferia ter feito o workshop com um bolo verdadeiro, porque mais tarde ou mais cedo, e com muita pena minha, vou ter que o deitar fora :(
Foi muito bom, aprendi IMENSO:

- pintar com esponja/película aderente, pincéis e canetas;
- combinar várias técnicas de pintura;
- utilizar as diferentes pastas existentes no mercado/compreender as diferenças;
- pintar com glacê real;
- fazer flores e pintá-las ou realçá-las com corante em pó;

Por falar nisso, pintar com corante em pó, é o equivalente a pintar com aguarela, é muito interessante (Gaby, acho que terias adorado)!!
Enfim, gostei muito, não sei se já tinha dito :)
Gosto de aprender e a Sra. Professora que esteve comigo, tem formação em belas artes, o que parecendo que não, ajuda com as técnicas de pintura, misturar cores, modelar, desenhar... Gostava que para mim estas coisas fossem tão intuitivas como são para ela, mas é assim, cada um é pró que nasce!!
Bom, vou acabar por aqui o meu discurso, já é tarde e tenho que ir fazer um grande ó-ó.

Dia da Mãe

O mês de Maio já vai a meio e eu estava a esquecer-me de publicar aqui no meu cantinho as fotos dos bolos que ofereci no dia da Mãe!!
Cá estão elas:


O bolo da esquerda foi para a minha Mãe, o da direita foi para a Mãe do Luis :)

sexta-feira, 9 de maio de 2008

O que tenho andado a fazer...

Desde que mudei de casa a minha vida nunca mais foi a mesma, principalmente porque há empresas que são tãooooo burocráticas que parece que não querem vender os seus serviços, como é o caso do meu fornecedor de internet!!
Mas agora já está tudo a funcionar a 98% e se há culpas a atribuir por falta de postagem é mesmo a mim... Grumf!!

Sou muitoooooooo preguiçosa e o cansaço, na maior parte das vezes, também não ajuda.

Resumidamente:

- já fiz uns bolos para a PB, o que quer dizer que consegui aumentar a minha pequena, mas sólida legião de fans:

::: O bolo da Ju em Janeiro


::: O bolo da Mi em Fevereiro

- Fiz um ninho de Páscoa, mas parece que me esqueci de o fotografar :s

- Também costurei, é verdade, sim senhores!! Quem me conhece pode achar que foi quebrada alguma lei da Natureza, mas não. É só mais uma coisa que eu não gosto de fazer, mas até nem me saí nada mal; adaptei uma saia de ganga com peitilho para mascarar a minha bebé de bonequinha de trapos:



- Fiz bolachas para nós e para um presente do clube de aniversário. Aproveitei e fiz uma bolacha gigante que a J. levou para a escola para os coleguinhas comerem no recreio:


- Inscrevi-me na helpo.pt para apadrinhar uma criança necessitada. No entanto ainda não fui madrinha de ninguém porque neste momento as crianças aderentes ao programa estão todas apadrinhadas, o que é bom, significa que há gente que se preocupa e não fica só a olhar para a TV e a dizer: "Tadinhos"

- Fiz duas tatuagens, uma simboliza as minhas meninas e a outra foi prenda de Natal do Luis e das meninas :)

- Disse ao Tio Vic que gosto muito dele e agradeci-lhe por ter sido o primeiro a aceitar-me como namorada do Luis sem receios nem preconceitos e ele, que está numa fase muito espiritual, disse-me coisas lindas

- Tentei reaproximar-me de uma amiga

- Tenho suado muito a passear e a treinar (ou não) a minha cadela (parecendo que não ela já aprendeu umas coisitas, só que é teimosa comó raio);

- Telefonei à Tia Adelaide

- Não tenho dormido porque a S. não deixa (anda há várias semanas aflita com os dentes que andam a romper às mijinhas)

- Fui acusada por uma cake designer da nossa praça de ser má publicidade para ela!!!!!! Na realidade só fiz um bolo dela e remeti para a sua página para as pessoas poderem ver o original... Enfim... Senti-me importante... Uma sô dótôra cake designer sentiu-se ameaçada pelo meu bloguinho, ou pelo meu talento, quem sabe?!? Hahaha

- Provei bifes de feijão de soja que são deliciosos (vantagens de trabalhar perto do Celeiro)

- Depois de terem receitado 8 medicamentos diferentes à minha bebé uma das vezes que fui com ela ao hospital por causa de mais uma otite, virei-me para os medicamentos homeopáticos que estão a resultar muito bem

- Tento planear as férias deste ano, mas decidir o destino está a ser difícil


De resto é sempre a mesma monotonia de sempre!!

Gula

Entrei numa pastelaria e uma pirâmide sorriu para mim!!

(está a ser processada neste momento)

terça-feira, 6 de maio de 2008

Desafio

Este desafio foi-me proposto em Setembro, acho eu :s
Nessa altura não tinha a internet a funcionar e depois esqueci-me.
O desafio consiste no seguinte:

1º - Pegar no primeiro livro que estiver por perto
2º - Abrir na página 161
3º - Procurar a 5ª frase completa
4º - Transcreve-la para o blog
5º - Não se pode escolher o livro. Tem de ser mesmo do que estiver mais perto
6º - Passar o desafio a 3 pessoas

Ora a página 161 do livro que estou a ler (pela enésima vez) só tem diálogo e francamente não é dos mais interessantes, por isso escolhi 2 passagens, a primeira é uma descrição de uma paisagem e a outra... bom, a outra pode parecer lamechas e pirosa nos dias de hoje, mas enquadrada na época em que foi escrita (1800 e qualquer coisa), é bastante ousada.

"O dia fora convidava, adorável, de um azul suave, muito puro e muito alto, sem uma nuvem. Defronte do terraço os gerânios vermelhos estavam já abertos; as verduras dos arbustos, muito tenras ainda, de uma delicadeza de renda, pareciam tremer ao menor sopro; vinha por vezes um vago cheiro de violetas, misturado ao perfume adocicado das flores do campo; o alto repuxo cantava; e nas ruas do jardim, bordadas de buxos baixos, a areia fina faiscava de leve àquele Sol tímido de Primavera tardia, que ao longe envolvia os verdes da quinta, adormecida a essa hora de sesta numa luz fresca e loura."

"Fora, para os lados do mar, um trovão rolou lento e surdo. Mas Maria já o não ouviu, caída nos braços de Carlos. Nunca o desejara, nunca o adorara tanto! Os seus beijos ansiosos pareciam tender mais longe que a carne, trespassa-lo, querer sorver-lhe a vontade e a alma: - e toda a noite, entre esses brocados radiantes, com os cabelos soltos, divina na sua nudez, ela lhe apareceu realmente como a Deusa que ele sempre imaginara, que o arrebatava enfim, apertado ao seu seio imortal, e com ele pairava numa celebração de amor, muito alto, sobre nuvens de ouro..."

O livro chama-se Os Maias e o seu autor Eça de Queirós.

Agora não sei é a quem hei-de passar o desafio!!
Nem sequer sei se ainda tenho clientes habituais aqui no estaminé...

Por isso, quem quiser fazer que o faça :)
Saida airosa, não?