Sobre mim

A minha foto
Linda-a-Velha, Lisboa, Portugal
Comecei a imaginar e criar a decoração dos meus bolos depois de algumas desilusões com bolos comprados em pastelarias. Nunca me achei uma pessoa especialmente criativa, mas com o incentivo e carinho das pessoas que me rodeiam, essa realidade mudou. Gosto de cozinhar tudo, embora as sobremesas sejam o que me dá mais prazer e gosto de um resultado final impecável A arte de satisfazer o estômago alheio ainda não é uma actividade a tempo inteiro, mas um dia, certamente, será!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Porquê comigo...?

Como eu ODEIO pessoas caprichosas e mimadas que fazem birras e descarregam nos outros quando as coisas não lhes correm bem... E também acho que há pessoas, que embora muito dedicadas à sua religião, na realidade vieram do Inferno.


Odio dentro de mi - La Polla Records

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Projecto solene prometido


E cá está o projecto solene prometido em post anterior.
É um bolo de baptizado, muito pouco convencional, mas assim é que eu gosto deles (se bem que não tinha que ser ao meu gosto...!!!)
Por dentro: bolo de chocolate com recheio de baunilha :)




Já tenho dois projectos para Novembro, até lá não sei que coisas boas estão à minha espera :)

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

O que é isto???

Reparei que no pacote de açúcar do meu café de 4ª feira vinha impressa uma receita de bolo de iogurte.
Pensei:

"Quem é que precisa da receita do boplo de iogurte?? É o bolo mais fácil de fazer"

No entanto li e vi que a receita do pacotinho não tem nada a ver com a minha receita. É uma vergonha, o bolo de iogurte assim fica descaracterizado...
Descubram as diferenças:

Bolo de Iogurte - receita do pacote de açúcar

Bata 5 gemas com 3 medidas de iogurte açúcar durante 5 minutos. Adicione 1 iogurte de banana e 1 medida de óleo. Mexa muito bem. Envolva 4 medidas de farinha com fermento. Junte a raspa e o sumo de uma laranja. Por fim bata as 5 claras em castelo e envolva na massa. Leve ao forno numa forma untada e polvilhada com açúcar a 180º durante cerca de 20 minutos.

Bolo de Iogurte - como sempre o conheci

Numa tigela coloca-se 1 iogurte, 4 medidas de açúcar, 4 ovos, 4 medidas de farinha e 1 medida de óleo. Bate-se tudo até obter uma mistura homogénea e leva-se ao forno numa forma untada e polvilhada com farinha, durante o tempo que for necessário para o bolo cozer :)
minha massa também se adicionar fruta diversa de acordo com o sabor do iogurte)

O bolo de iogurte foi o meu primeiro bolo e toda a gente sabe a importância que a primeira vez tem para uma pessoa... HaHaHa!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Ó que grande alegria...


Todos os dias, quando chego a casa ao fim da tarde, vejo a caixa de correio.
Normalmente só há contas para pagar, mas hoje chegou o livro que eu tanto esperava, se bem que na realidade não demorou muito tempo a chegar: Sewing for dummies (Costura para tótos) Vamos ver se consigo finalmente aprender a costurar. A próxima aquisição há-de ser Crochet for dummies.
HeHeHe


Confesso que normalmente não ligo a mínima importância à revista enviada pelo MEU banco, desta vez não foi muito diferente, mas a capa chamou a minha atenção. Quando li Amália Hoje os meus olhos fugiram para aquela figura de chapéu alto (Fanan anda cá qu'eu não te faço mal!!).
Que saudades de um concerto de Moonspell...

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Será que cada um tem MESMO o chefe que merece??

Depois de ter passado a manhã a gritar, a bater com as portas, que são de vidro e a dizer que trabalha com acéfalos, o meu chefe pergunta:

"O papel branco que se costuma usar é amarelo?"

SEM COMENTÁRIOS

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Pucca & Garu


Sei que tenho andado afastada do blog e das minhas actividades boleiras.
Não me tem apetecido... Mas fiz um bolinho bem catita por ocasião do aniversário da minha filha mais velha.
Este ano a Pucca e o Garu foram os eleitos:


Ficaram gorditos e falassem seria axim!!

Daqui a uns dias espera-me um projecto mais solene ^_^

Quantas palavras cabem num olhar...?

Há algumas semanas encontrei no Modelo de Algés um músico conhecido acompanhado da respectiva família.
Ao perceber que o reconheci a mulher dele olhou-me de frente, e o olhar dela dizia (mesmo não sendo essa a minha intenção):

"Podes vir, não és a primeira, não serás a última, mas no fim quem permanece sou eu"

Será que depois de passar por tanto vale a pena permanecer??