Sobre mim

A minha foto
Linda-a-Velha, Lisboa, Portugal
Comecei a imaginar e criar a decoração dos meus bolos depois de algumas desilusões com bolos comprados em pastelarias. Nunca me achei uma pessoa especialmente criativa, mas com o incentivo e carinho das pessoas que me rodeiam, essa realidade mudou. Gosto de cozinhar tudo, embora as sobremesas sejam o que me dá mais prazer e gosto de um resultado final impecável A arte de satisfazer o estômago alheio ainda não é uma actividade a tempo inteiro, mas um dia, certamente, será!

sexta-feira, 2 de março de 2012

Torre Pizza

Terça-feira de Carnaval acordei tarde e com uma preguiça fora do normal até para mim!
Resolvi fintar o orçamento e fomos almoçar fora.
Há algum tempo que tínhamos curiosidade em relação ao restaurante italiano da Rua Vieira Portuense, em Belém.
Podia morrer curiosa, a sério!
O restaurante não vale nada, não tem mesmo ponta por onde se lhe pegue.
Julgo que o facto de se manter de portas abertas se prende com o facto de  90% dos clientes serem turistas e só lá irem uma vez na vida.

Vou apontar as minhas reclamações por tópicos:

- 5 minutos especados dentro do restaurante a observar o vai e vem dos empregados sem que nenhum nos dirigisse a palavra;
- as mesas não tinham toalhas, mas sim corre mesas que estavam pejados de nódoas;
- a parede à qual estava encostada a mesa tinha restos de comida e nódoas de vinho;
- os empregados eram ou antipáticos ou ineficientes e pelo menos um servia à mesa com roupa da moda, ou seja com as calças extremamente descaídas e rasgadas (o rapazito teve, pelo menos o bom gosto de vestir boxers pretos!!!);
- o gerente tinha um ar encardido, e a meio do serviço a falar com um empregado soltou um: “’Tou-ma cagar pâ isso” no meio da sala;
- a comida estava salgada e alguns pratos foram servidos queimados;
- a salada não era salada, para mim era kunami ou maracaté!!!
- a sopa salvo erro parecia instantânea ou então puré de batata muito líquido com umas folhinhas dentro;
- os pratos não foram para a mesa ao mesmo tempo, sendo que a minha filha mais velha foi servida quando estávamos quase a pedir a conta;
- o disjuntor estava constantemente a disparar; as paragens quase constantes do sistema de extracção fizeram com que a sala, a certa altura, ficasse com uma ligeira névoa e um cheiro horrível a óleo queimado.

No final apontámos algumas destas coisas ao empregado que foi levantar a mesa e prometo que na próxima vez que me der a preguiça, faço uns ovos mexidos!!

Sem comentários: